Dicas de Matemática do Professor Matheus Custódio para o Enem 2020

 ESTRATÉGIA DE RESOLUÇÃO

 

Vocês já sabem que a prova do ENEM é uma prova extensa e cansativa. Assim, ter uma estratégia de resolução bem definida é fundamental no dia da prova. Fazer simulados e provas anteriores é um excelente exercício para desenvolver A SUA estratégia de resolução. Veja bem, é importante se conhecer e se reconhecer quanto resolvedor de questões. O que vale para outro pode não valer para você. 

 

No entanto, se ainda não possui ou tem dificuldade de adotar uma estratégia para a prova de Matemática, fica a dica:

 

1º) Busque realizar uma rápida leitura da prova identificando as questões curtas.

 

As questões curtas não são sinônimas de questões fáceis, mas exigem muito menos tempo de leitura e facilitam a interpretação, permitindo identificar, em curto tempo, se será uma questão fácil ou não para você. 

 

2º) Busque as questões com tabelas e gráficos em Barras/colunas/linhas/pontos. 

 

As tabelas e gráficos, normalmente, sintetizam o enunciado na sua própria composição, organizando os dados e as ideias e facilitando a interpretação. Geralmente, são questões fáceis e de rápida resolução.

 

3º) Busque identificar a pergunta e observar a formatação das alternativas nas questões longas.

 

As questões de Matemática que trazem muitos dados e informações em seu enunciado, ou que trazer diversas imagens com informações segmentadas podem gerar uma dificuldade na leitura, acarretando em uma má interpretação do que é pedido no problema. Nessas questões, a dica é iniciar pela pergunta e fazer uma rápida leitura das alternativas. Conhecendo a pergunta e as possibilidades de resposta, pode-se fazer uma leitura da questão mais guiada, otimizando o tempo que ainda resta.

 

 

AUMENTOS E DESCONTOS PERCENTUAIS

 

Vocês já devem ter ouvido a seguinte recomendação: “comecem fazendo as questões fáceis”. Pois bem, o que são as questões fáceis? É relativo, não? Não! Questão fácil demanda uma leitura/interpretação tranquila, ou gráfico/desenho/tabela simples, ou um conteúdo BÁSICO.

Entre os conteúdos básicos que cairão no ENEM, temos a nossa PORCENTAGEM. A prova de Matemática vem carregada de índices e taxas percentuais, tornando obrigatório para o candidato estudar esse conteúdo com seriedade. Muitas dessas questões têm como escopo os aumentos e descontos percentuais.

 

Assim, deixo duas dicas para você ganhar tempo na resolução dessas questões:

 

1ª) determinar a taxa percentual de aumento ou desconto a partir de dois valores: inicial e final.

 

Sabemos que a regra de três irá determinar essa taxa. No entanto, se você dividir o valor final pelo valor inicial e buscar a diferença com o 1 (100%), irá determinar diretamente essa taxa.

 

Exemplo (a): determinar o desconto percentual na venda de um produto que custava R$ 80,00 e foi vendido por R$ 50,00.

Deve-se dividir 50 por 80.

50 / 80 = 0,625 .

A diferença para 1 é: 1 – 0,625 = 0,375.

Logo, o desconto foi de 37,5%.

 

Exemplo (b): pensando que, ao invés do produto sofrer um desconto, sofreu um aumento e foi vendido por R$ 100,00.

Deve-se dividir 100 por 80.

100 / 80 = 1,25 .

A diferença para 1 é: 1,25 – 1 = 0,25.

Logo, o aumento foi de 25%.

 

2ª) determinar o valor final a partir de um aumento ou desconto percentual.

 

A dica, aqui, é fazer o produto por ( 1 + ou – taxa percentual ).

Se for um aumento, usaremos o  + . No entanto, se for um desconto, usaremos o  –  .  

 

Exemplo (c): determinar o valor de venda de um produto que custava R$ 60,00 e foi vendido com um aumento de 15%.

Deve-se multiplicar 60 por (1 + 0,15).

60 . (1,15) = 69.

Logo, o valor de venda foi de R$ 69,00.

 

Exemplo (d): determinar o valor de venda de um produto que custava R$ 60,00 e foi vendido com um desconto de 15%.

Deve-se multiplicar 60 por (1 – 0,15).

60 . (0,85) = 51.

Logo, o valor de venda foi de R$ 51,00.

 

Professor Matheus Custódio

 

Confira aqui mais dicas dos professores do Higi para você mandar bem no Enem 2020!

 

Leia aqui tudo o que você precisa saber sobre o Enem 2020.