Categoria 3 - 2 º Lugar - Alícia Lopes

Querida Sarah J Maas, 

 

Eu estava perdida, sem nenhuma perspectiva de mudança e pensava que não era capaz de salvar a mim mesma dessa sensação de impotência e medo do futuro. Entretanto, com um golpe do destino, sua obra “Trono de Vidro” apareceu em minha vida e depois desse dia nada mais me pareceu impossível. Ao conhecer a história de Aelin, uma personagem forte e destemida, pude perceber que, realmente, “as bibliotecas estão cheias de ideias, provavelmente a mais perigosa e poderosa de todas as armas”, pois foi por meio da leitura que descobri o meu caminho e resgatei o poder de ser quem eu queria ser, independentemente do que pensem. 

Aelin sofreu e perdeu tudo o que mais amava no mundo, mesmo assim contornou todas as dificuldades e tornou-se uma rainha incrível. Peço aos deuses que me deem a mesma coragem de seguir meus sonhos. E assim como ela, eu acredito que o mundo será salvo e refeito pelos sonhadores, que veem, mesmo nos piores lugares, que ainda há luz e esperança de uma vida melhor. Reconheço a mensagem do livro de que é preciso seguir em frente sem medo, com a bravura de ser você mesma, ainda que, às vezes, seja difícil se encontrar. 

A dedicatória do livro, que escreveu aos seus pais, hoje dedico a você. Obrigada por me ensinar que meninas podem salvar o mundo. Agradeço por me fazer acreditar que talvez o mundo jamais seja perfeito, talvez algumas coisas jamais sejam corretas, mas eu tenho toda a capacidade e mereço encontrar algo que me faça querer viver e não apenas sobreviver.

O seu livro, Sarah J Maas, me fez querer viver, assim como Rowan fez com que Aelin se sentisse viva e confiante. Ainda não estou completa, há feridas que não cicatrizaram, mas se hoje sou capaz de acreditar novamente, é pelo meu amor por suas histórias. Me reencontrei no mundo dos livros e há anos não me sentia dessa forma, capaz de desbravar o mundo! 

 

Com muito carinho, 

 

Alícia Lopes