Categoria 1 - 2 º Lugar - Bibiana Rosa

Prezada Amanda Lovelace,

 

Sou uma leitora fanática de seu livro “A princesa salva a si mesma neste livro”, o qual fala sobre resiliência e, sobretudo, sobre a possibilidade de escrevermos nossos próprios finais felizes.

 

Já faz algum tempo que esse título me chamou atenção. Eu não tinha ideia do conteúdo escrito em seu livro, não fiz pesquisas prévias acerca do tema, mas apenas sabia que era um livro de poesias. Depois de dias com a descoberta da imagem da capa do livro, fui tomada de um sentimento de curiosidade incrível. Foi quando finalmente, após ganhá-lo de presente dos meus pais, consegui ter a oportunidade de ler seu livro, que é tão curto e, ao mesmo tempo, tão forte.

 

Seu livro fala sobre autodescobrimento e todo o processo, às vezes doloroso, que precisamos enfrentar para chegar lá. Foi uma leitura que eu fiz três vezes em um mesmo mês. Li esse livro em uma hora e meia sem tirar os olhos dos magníficos versos ágeis que não nos permitem abandonar a leitura até que seja avistada a última palavra. É um livro de impacto, especialmente para mulheres. Sabemos que a vida não é fácil, sobretudo se você nasce mulher em uma sociedade que ainda caminha a passos de tartaruga no quesito de igualdade de gênero. Leituras assim provam que existem outras mulheres que também sofrem, sofreram e também deram a volta por cima. Você conseguiu criar algo poderoso, assim como Rupi Kaur, Angélica Freitas e muitas outras autoras que, usando de seu lugar de fala, conseguem tocar nossa memória, alma e coração. Também uma leitura muito rica em apresentar temas como distúrbio alimentar, abuso emocional, alcoolismo, sem ter a necessidade de falar diretamente. Você simplesmente entende, simplesmente sabe o que está se passando.

 

O livro é dividido em quatro partes, que eu entendi como sendo representações das fases em relação ao seu crescimento: “A princesa”, “A donzela”, “A rainha” e “Você”. A divisão “Você” eu entendi como sendo uma exaltação ao autoconhecimento, ao amor próprio e a um grande não a qualquer culpa que você possa sentir por se ver em primeiro lugar. Basicamente, seja você o amor da sua vida antes de qualquer coisa. Se ame e jamais aceite menos do que você merece. Adorei ler seu livro e já comecei a leitura de outros títulos seus. Parabéns, Amanda!

 

Grata por essa experiência,

 

Bibiana Rosa